Categoria: Saúde Geral

Assaduras e cremes para assaduras

Assaduras e cremes para assaduras

Oláááá, vamos falar de um problema que causa muita dor de cabeça nas mamães: assaduras. O que fazer quando seu bebê, aquele ser tão fofinho e indefeso chora de dor porque está com assadura?
Independente da causa, os bebês sofrem muito com isso e muitas vezes os pais não sabem o que fazer. Vou indicar aqui 4 métodos e uma receitinha caseira que fizeram muuuuuita diferença quando passei por esses momentos com meu baby. Gostaria de dizer que NÃO ESTOU GANHANDO NADA PARA INDICAR ESSES PRODUTOS ABAIXO. Não é propaganda, é experiência que reparto e espero ajudar. Se você clicar em qualquer anúncio ( esses quadradinhos abaixo das postagens) da página estará me ajudando, porém nada que indico nas minhas postagens é pago, compartilho porque acredito ou uso. Então segue algumas dicas:

A primeira dica é não abafar a área: deixe a fralda de seu bebê aberta o máximo de tempo possível, aproveite os momentos de soninho de seu filho.
Outra dica é evitar usar lenços umedecidos: prefira lavar em água corrente sem sabão e sem esfregar muito, pois se a assadura estiver crônica seu bebê sentirá muito ardor ao entrar em contato com a água. Se sair ou estiver na rua, limpe com algodão embebido em água.
Seque sem esfregar, com uma fralda de pano bem macia apenas encostando, porém seque bem, pois a umidade só piora a situação.

Leia também: Hipoglós preço

Quando se tem uma assadura, pomadas comuns contra assaduras não fazem efeito pois só servem para evitar tê-las. Depois que estão instaladas é preciso tratar. Uma pomada muito boa que posso indicar e que também é usada em cima de tatuagens novas para ajudar na cicatrização é a conhecida Bepantol, que agora é Bepantol Baby ( antes era uma Bepantol só para tudo, agora existe Bepantol Baby e Bepantol Derma). Ela é ótima e também serve para usar diariamente nas trocas de fraldas mesmo sem assaduras.
como-tratar-assaduras-em-bebes-www.boadeconversa.blogspot.com.br

Outra é a Nistatina com Óxido de Zinco, que os médicos só costumam receitar em casos onde há pequenas “bolinhas” ou “fungos”, porém usei e recomendo pela rapidez com que costuma resolver os casos de assaduras. Quando o bebê dormir, limpe adequadamente com algodão molhado, seque delicadamente e aplique uma generosa camada dessa pomada. O resultado é visível!
Eu indico, a da marca Medley, por ser de embalagem plástica, assim você aproveita todo o produto da bisnaga, existem outras marcas que também são de embalagem plástica, então pergunte antes de comprar, pois não costuma vir especificado na caixa.
como-tratar-assaduras-em-bebes-www.boadeconversa.blogspot.com.br

Vamos falar da Cavilon Creme Barreira. Essa não é muito conhecida e foi indicada pelo dermatologista. Como o próprio nome diz, ela forma uma barreira que impede o xixi ou cocô de entrar em contato diretamente com a assadura e não precisa aplicar a cada limpeza, pois ela é resistente a algumas trocas de fraldas. Porém, tenho que confessar que eu passava cada vez que limpava o baby. Ela é transparente e não fica aquela crosta branca na pele como algumas pomadas comuns que grudam e ficam com uma aparência feia, ela forma uma película protetora que só usando pra saber! É barata? Não, o preço é um pouco maior do que as outras citadas anteriormente, porém vale a pena cada centavo pago quando se vê resultado.
como-tratar-assaduras-em-bebes-www.boadeconversa.blogspot.com.br

Ainda tem uma receitinha caseira dada pela dermato: maizena, isso mesmo, a boa e velha maizena. Ela absorve a umidade e deixa a pele do seu bebê sequinha por mais tempo, porém para tirar só mesmo embaixo da água corrente, porque com algodão é necessário esfregar muito e isso pode acabar piorando o caso. No meu caso, experimentei sim, foi bom, mas preferi as pomadas. O resultado com as pomadas, no estado em que se encontravam as assaduras do meu bebê senti que foi melhor.
Experimentei também um óleo chamado Dersani, que foi muito bom também.
como-tratar-assaduras-em-bebes-www.boadeconversa.blogspot.com.br
Usei tudo isso, mas valeu a pena. E se seu bebê está passando por esse momento também vale a pena experimentar. Tenho certeza que você verá resultados. Escolha aquele mais adequado ao seu bolso, mas se escolher a bepantol é bom alternar com outra pomada que indiquei.
Então é isso, espero ter ajudado!! Se gostou, compartilhe a página com uma amiga ou volte aqui quando quiser para ler ou comentar. Até mais!!!♥

Os efeitos do sol para a pele

Nossa pele é constituída por tecido epitelial, um tecido cujas células são firmemente unidas para promover proteção contra agentes externos.

O corpo humano é constituído por diversos tipos de tecido e a nossa pele, especificamente, é formada pelo tecido epitelial. Para ficarmos mais bem informados sobre esse tipo de tecido, vamos conhecer mais algumas características sobre ele.

Leia também: Terçol causas

O tecido epitelial é classificado em dois tipos, o epitélio glandular, também chamado por alguns autores de epitélio de secreção, e o epitélio de revestimento. O epitélio glandular forma as glândulas, estruturas especializadas na produção de substâncias úteis ao organismo, como a tireoide, glândulas mamárias, suprarrenais etc. Já o epitélio de revestimento é aquele que recobre todo o nosso corpo, ou seja, a nossa pele, que é formada por duas camadas chamadas respectivamente de epiderme e derme.

A epiderme é a camada mais externa da pele e é formada por células muito unidas entre si, que conferem a ela proteção contra micro-organismos e também contra atrito. A camada logo abaixo da epiderme é a derme e é nela que encontramos as terminações nervosas, as glândulas, entre outras estruturas. As células da nossa pele são renovadas constantemente a cada trinta dias.

Como vimos, nossa pele é um órgão que deve ser tratado com muito cuidado, pois além de revestir todo o nosso corpo, ainda é a principal barreira contra micro-organismos. Um dos principais cuidados que temos que ter com nossa pele é com o sol, que emite radiações que trazem diversos prejuízos à nossa pele.

O sol, por emitir radiações infravermelhas e ultravioletas (UVA e UVB), torna-se um inimigo quando utilizado de forma errada, mas não podemos nos esquecer de que o nosso organismo precisa das radiações solares para ativar algumas reações.

A exposição ao sol não deve ocorrer no período entre as 10 e 16 horas, pois é nesse horário que as radiações ultravioletas são mais intensas, e, portanto, são mais prejudiciais à pele.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉
A exposição excessiva ao sol nos horários não recomendados pode ter consequências desastrosas como eritemas(vermelhidão na pele), queimaduras, manchas como sardas e pintas que podem evoluir para um câncer de pele, que é o tipo de câncer mais comum.

Como vivemos em um país cuja latitude beneficia a incidência de radiação solar, devemos sempre estar atentos para alguns cuidados a serem tomados, como:

● Ao se expor ao sol, utilize chapéu e óculos escuros certificados;

● Sempre que sair de casa, mesmo nos dias nublados, passe protetor solar com fator de proteção (FPS) 15 no mínimo;

● Se for praticar atividades ao ar livre, proteja-se do sol com o uso do protetor solar, que deverá ser reaplicado a cada 2 horas;

● Evite se expor ao sol nos horários entre 10 e 16 horas;

● Quando estiver na praia ou na piscina, não se exponha ao sol nos horários não recomendados e lembre-se de que, mesmo à sombra, é importante o uso de filtro solar, pois a areia e a água refletem a luz, causando queimaduras mesmo na sombra.

O sol é extremamente importante em nossas vidas, pois além de melhorar a nossa disposição e o nosso humor, participa da síntese de vitamina D, da manutenção dos ritmos circadianos, entre outros. Por isso, não se prive do sol, apenas use com moderação.