Descubra como acabar de vez com as olheiras

Descubra como acabar de vez com as olheiras

Má circulação do sangue e herança genética são as causas das incômodas manchas escuras embaixo dos olhos

Tratamentos estéticos e cremes podem amenizar o problema, mas não curar.

Nem só o cansaço, falta de sono e momentos intensos de choro podem causar as olheiras. Este problema que tanto incomoda as mulheres (e também os homens) vai muito além e pode ser causado pela má circulação sanguínea, herança genética e até mesmo ocasionado pelo acúmulo de melanina na região da derme – uma das camadas da pele.

Segundo a dermatologista Vanessa Zagne, não há uma cura definitiva para as olheiras mas, sim, soluções para amenizar seu aspecto escuro. Tratamentos com laser e aplicações com ácidos estão entre os procedimentos mais procurados para clarear a região abaixo dos olhos.

Outra opção, menos agressiva, é o uso de cremes especializados, indicados sempre por dermatologistas. Para quem não quer ou não pode fazer o nenhum destes tratamentos, a recomendação é apostar nos truques da boa e velha maquiagem. Uma leve camada de corretivo ou base já camufla facilmente as olheiras: basta saber o tom ideal e aplicar da forma correta.

Leia também: Tratamento para olheira

Principais causas
É comum que alergias como sinusite e rinite provoquem coceiras nos olhos e, por conta disso, o esfrega-esfrega em excesso pode causar a dilatação dos vasos sanguíneos. Esta é uma das principais causas do aparecimento das olheiras, especialmente aquelas que deixam o local arroxeado.

A dilatação destes pequenos vasos sanguíneos também acontece quando a mulher está próxima a menstruar ou grávida. Fatores externos como consumo excessivo de bebidas alcoólicas e tabaco podem agravar o problema, deixando a pele abaixo dos olhos cada vez mais escuro e, consequentemente, mais difícil de tratar.

O formato dos olhos e o avanço da idade também podem causar o aparecimento de olheiras, mesmo para quem não nasceu com elas. “Com o envelhecimento, a pele fica mais flácida e fina, podendo aparecer também bolsinhas de gordura”, explica a dermatologista.

Tipos de olheiras
Engana-se quem acha que só existe um tipo de olheiras: elas podem ser mais leves ou intensas e, os tratamentos adequados, dependem da tonalidade do escurecimento desta região do rosto.

A especialista explica que, de maneira geral, as olheiras em tons de marrom são causadas devido ao depósito de melanina – pigmento que dá cor à pele. Já aquelas em cor mais arroxeada e azulada são provocadas do cansaço, estresse, poucas horas de sono e a já citada dilatação dos vasos sanguíneos.

Disfarce as olheiras com a maquiagem
O corretivo colorido é ideal para camuflar as olheiras. Se as olheiras não forem muito escuras, uma boa base com um corretivo de cor natural, já consegue garantir um efeito neutro. Se forem mais marcadas, a dica é manter o make sempre à mão e conversar com um dermatologista para analisar os eventuais tratamentos possíveis.

Os produtos de cor laranja e amarelo camuflam as manchas escuras e devem ser aplicados depois do primer, com leves batidinhas com os dedos. Os corretivos em tom de laranja são indicados para pele morena à negra: por ser mais pigmentado, ele consegue escolher melhor as olheiras roxo-acinzentadas. Os produtos em cor amarela são bastante usados para olheiras mais roxas e têm bom efeito em tons de pele que vai de clara à média.

Para cobrir completamente as olheiras, após a aplicação do corretivo,, é importante finalizar a maquiagem normalmente, aplicando a base e um corretivo de um tom abaixo àquele da pele, por cima do colorido. Sempre com batidinhas para não retirar o produto.

Receitas caseiras
Quem nunca ouviu falar de receitas que podem ser feitas em casa para combater as olheiras? Compressas com chá de camomila, erva-doce, chá verde, água de coco e leite podem amenizar estas manchas escuras abaixo dos olhos. Para potencializar os resultados, estas compressas devem estar geladas e, ao esquentar, devem ser reaplicados em temperatura mais fria.

Uma alimentação saudável no dia a dia pode ajudar a prevenir e combater as olheiras. Nutrientes como Ômega 3, por exemplo, evitam o processo de dilatação dos vasos sanguíneos e podem ser encontrados em peixes como atum e salmão. As vitaminas E, C e K também evitam as bolsas inchadas abaixo dos olhos, clareiam as olheiras e melhoram a circulação sanguínea, respectivamente.

Hoje, também é possível encontrar cremes conhecidos como medicamentos tópicos domiciliares que contém substâncias que ajudam no combate às olheiras. Entre eles, produtos à base de cafeína, vitamina K, vitamina C, os ácidos tioglicólico e kójico. Mas antes de usar, a dermatologista Vanessa Zagne faz um alerta: “o ideal é combinar este medicamento com procedimentos no consultório médico e procurar dermatologistas especializados nesse tipo de problema”.

Tratamentos mais intensos
Abaixo, conheça três tratamentos que devem ser realizados com a ajuda de um profissional da área e que possuem uma ação mais eficaz no combate às tão temidas olheiras:

Peeling químico: são aplicações de ácidos, que amenizam as manchas escuras por induzir a produção de colágeno – proteína que deixa o músculo mais firme.

Ácido hialurônico: muito utilizado por dermatologistas e cirurgiões plásticos para o tratamento das rugas, o preenchimento facial, é também um bom aliado para acabar com os olhos fundos. Melhora o aspecto deprimido da região da pálpebra inferior e de olhos fundos, diminuindo a sombra e desta forma a área fica mais iluminada.

Laser: como o tratamento não é definitivo, o ideal é fazer de 4 a 5 sessões ao ano. Existem diversos tipos de laser e sua escolha vai depender das características da olheira, se leve ou intensa. Ele emite um pulso de energia ultra-rápido causando uma onda de choque que quebra o pigmento.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *